domingo, 29 de junho de 2008

EDU GOMEZ - O GROO

Na praia dos Guitar Heroes de melhor estirpe Edu Gomez solta suas guitarras. Tema de matéria nas revistas Guitar Player, Cover Guitar e indicado ao Premio Claro de Música Independente.
Se você pirou ao escutar mestres como Joe Satriani e Steve Vai, espere só até ouvir o trabalho desse guitarrista pernambucano, radicado em Natal. Mas cuidado: Edu Gomez segue a linha instrumental, mas não se vale dos clichês de escalas velozes e escalafobéticas. Cria, isso sim, passagens das mais emocionantes, onde a guitarra sola, mas sem jamais perder a alma. O disco, que conta com acompanhantes dos bons, é curto em tamanho, mas riquíssimo em intensidade e bom gosto. Flertando um pouco com os anos 70 (quando Jeff Beck já fazia das suas), Edu não se priva em se mostrar atual, em faixas como a empolgante “Joe’s Cadillac”, “Passarinhado”, cheia de percussão, e “Giramundo”, num disco cuja produção ajuda a salientar as qualidades do guitarrista.”
(Fonte: Mudernage/Revista Dinamyte-SP)

POESIA DE RUBENS LEMOS

Veloz Cidade
O carro
passando
feito louco.
Ao volante
o homem
estranhamente
lúcido.

sábado, 28 de junho de 2008

FRASE DE LUIS DA CÂMARA CASCUDO

"O Brasil não tem problemas, só soluções adiadas"

ESSO

Esso iniciou sua carreira musical em Natal/RN, onde montou com amigos a banda “Os Quatro” (1991 - 2001). Após a atuação na cena roqueira potiguar, investiu no intimismo de uma linguagem mais contida e serena em “Essência”, concerto semielétrico no qual se aproximou de estilos mais rebuscados e apurados, onde predominam os instrumentos acústicos e a postura mais intimista. Em São Paulo, entrou numa nova fase de sua trajetória artística, experimentando novas linguagens e modos diferentes de expressão do seu som, em busca de profissionalização para o seu trabalho, e investiu no repertório sutil de Tom Pessoal, projeto com o qual se apresentou nos anos seguintes. Bossta Nova (Elephante Registros) é como chamou o seu primeiro CD, que foi lançado oficialmente em abril do ano passado com a estréia do show Instinto Dissonante. Através dele vem fazendo um intercâmbio com outras cidades do país, procurando visibilidade para a sua música.
(Fonte: Myspace.com)

sexta-feira, 27 de junho de 2008

POESIA DE ZILA MAMEDE

A PONTE

Salto esculpido
sobre o vão
do espaço
em chão
de pedra e de aço
onde não permaneço
passo

MACAXEIRA JAZZ - MISTURAS NOVAS

É possível num mesmo show misturar Beatles, Jacob do Bandolim e Michael Jackson? A parceria do bandolinista Diogo Guanabara com o grupo Macaxeira Jazz, mostra que é mais que possível. Pelas mãos dos jovens instrumentistas, essas combinações ousadas tornam-se perfeitas. O Macaxeira Jazz é composto por Ticiano D’Amore na guitarra, Henrique Pacheco no baixo e Raphael Bender na Bateria, e existe desde 2004. Apresenta-se como um grupo jovem, porém bastante refinado. Seus integrantes foram alunos de grandes instrumentistas Potiguares como Joca Costa, Manoca Barreto e Júnior Primata. Diogo Guanabara toca desde os nove anos de idade, quando começou a estudar cavaquinho. Depois ele se interessou pelo bandolim e passou a dominar os dois instrumentos. Apesar da pouca idade, Diogo possui um currículo musical extenso, onde coleciona também participações especiais em shows de artistas como Oswaldo Montenegro, Benito de Paula e Roberta Sá.
(Fonte: Myspace.com)

terça-feira, 24 de junho de 2008

GILLIARD

Lançado na década de 1970, ao lado de Sidney Magal, Martinha, César Augusto, Kátia, Odair José e Fernando Mendes, ocupou uma fatia do mercado responsável pela baladas açucaradas que invadiram as emissoras de rádio e televisão naquele período. Em 1980, gravou pela RGE o LP "Pensamento", incluindo várias composições suas, como "Pensamento" e "Tema pra você". Interpretou também músicas de Fagner ("Fracasso") e o clássico "Coração materno", de Vicente Celestino. No ano seguinte, pela mesma gravadora, lançou seu novo disco, com várias músicas de sua autoria, como "Doce paixão" e "Uma noite de amor". No ano de 1996, lançou pela gravadora RGE o CD "Gilliard", no qual interpretou "Eu nunca te esqueci" e "O mundo não é grande assim", ambas de Piska e César Augusto. Gravou também no mesmo CD "Perdoa" (Peninha e Arnaldo Saccomani), além de canções de sua autoria, como "Quem ama é o que faz" e "Nunca é tarde pra ser feliz", ambas em parceria com Nenéo.

(Fonte: Dicionário Cravo Albin da MPB)

segunda-feira, 23 de junho de 2008

BANDA ZERO8QUATRO

Magdiel (voz), Vitor André (bateria), PH (guitarra), Rafael Ribeiro (baixo). Régis Rocha (guitarra). A banda foi formada em abril de 1999 e o nome Zero8Quatro (prefixo do RN) surgiu a partir de uma idéia em homenagear o estado em que os integrantes se encontraram, já que todos, salvo o vocalista Magdiel vieram de outros estados (SP/DF/ CE/RJ). Depois de dois demos, Barato Positivo e Terra do Sol e do Sal gravadas em 2001 e 2003, uma nova fase musical da banda foi a gravação do seu primeiro disco totalmente independente, produção artística e musical do disco feita pelo renomado baterista e consultor Maurício Leite (RMV) e a gravação no Creative Studios de Philip Colodetti, em São Paulo.
(Trama Virtual)

MUNDOKAOS - SÃO GONÇALO DO AMARANTE

O mundo kaos é um grupo de rap que foi criado em 2002 e abraçou a proposta de fazer um estilo de rap regionalizado com letras que retratam a realidade nordestina , como os problemas enfrentados pela comunidade nodestina no dia a dia . o grupo passou por varias modificações em sua estrutura de componentes , a sua formação atual ,conta hoje com a presença do dj -Nego d´la songa ,o raggaman-Priguissa e o mc- andre coxinha .
(Fonte: Trama Virtual)

POESIA DE GARDELÃO

FUNCIONÁRIO PÚBLICO
Quando alguem pensa
que não fazemos nada
é sinal que ganhamos pouco
e o pensador ganhando muito
fazendo quase nada
E, se acha o meu pouco, muito
é sinal que não sabe de nada
porque o pouco sendo muito
significa que é muito pouco,
para mim o nada
É dificil segurar tudo isso
para não significar nada
sem ter poder nas mãos
para se ter uma virada
Entra governo, sai governo
há esperanças de melhora
continuando a mesma coisa
o tempo passa, e só piora.

sexta-feira, 20 de junho de 2008

ARTE DE NILZETE MOURA FREIRE




CASSIO DUARTE - O CATARINENSE POTIGUAR

Natural de Santa Catarina, Cássio vive em Natal desde 2005, após estudar música em Curitiba e Rio de Janeiro, quando tocou nas bandas de Moraes Moreira, Léo Jaime e Djavan, além de participar de gravações de João Bosco, Gilberto Gil e Elba Ramalho. Em 2001, o instrumentista morou em Los Angeles, no Estados Unidos, participando de discos, trilhas e turnês com músicos internacionais como Toots Thielemans, Lee Ritenour, Sergio Mendes, Strunz & Farah, Brenda Russell, Angelique Kidjo, Googoosh, Paul Winter e Melissa Manchester.

(Fonte: Assecom.rn.gov)

quarta-feira, 18 de junho de 2008

POEMA DE BOSCO LOPES

Riogrande
RIO GRANDE DA MORTE
RIO GRANDE SEM SORTE
RIO GRANDE SEM FORTE
RIO GRANDE DO NORTE
RIO PEQUENO DO NORTE
RIO FINITO DO CORTE
RIO SECO DE SORTE
RIO GRANDE DO NORTE
RIO SEM CAIS SEM PORTO
RIO VOCÊ JÁ FOI MORTO
RIO DE LEITO TORTO
RIO CHORANDO DE FOME
RIO TRISTE SEM FOME
RIO CANSADO QUE SOME

LUCINHA LIRA

Lucinha Lira iniciou seu trabalho profissional nos anos 80, quando ganhou o premio de melhor interprete no "I Festival da Musica Popular Potiguar". No decorrer de sua carreira, produziu e apresentou programas musicais na TV; participou do "Projeto Seis e Meia" ao lado de nomes nacionalmente consagrados, como Maria Creuza, Alcione, Jair Rodrigues e outros; idealizou o projeto "Oficina potiguar choro e cia", fundando o grupo que foi ao IV festival de musica brasileira em Sanary, no sul da Franca, em 2000.
(Fonte: O canto da lira)

segunda-feira, 16 de junho de 2008

THEMIS ROCHA - POTIGUAR A ITALIANA

A partir dos 15 anos concorre a vários festivais de MPB como intérprete e compositora, vencendo, algumas vezes, em ambas as categorias e iniciando, deste modo, a carreira de solista. Aos 18 anos vence o concurso para fazer parte do renomado Canto do Povo, coral que mais de uma vez representou o Brasil na Europa e no Vaticano, cuja regência é do valioso Padre Pedro Ferreira. Aos 20 anos parte para Europa com contratos para realizar shows de MPB, estabelecendo-se em seguida em Roma, na Itália, país no qual durante mais de dez anos virá a exercer a sua profissão, cantando inclusive em muitos teatros e festivais de toda a península. Vale a pena lembrar a participação, ao lado do brilhante jazzista Eddy Palermo, no “Umbria Jazz” e no “Villa Celimontana – Jazz & Image”, dois dos mais importantes festivais de toda a Europa.Durante essa temporada, colabora com inúmeros músicos e artistas prestigiosos no meio musical italiano, sobretudo do mundo jazzístico e da MPB, recebendo significativos elogios da crítica e do público. Especial a colaboração com o eclético e reconhecido violonista solista Írio De Paula, para realizar alguns shows, voz e violão, em vários teatros italianos. Na experiência didática que desempenha durante alguns anos na “Accademia Romana di Musica” – uma das escolas de música mais importantes da Itália – tem o privilegio de cantar com o grande Toninho Horta, o qual se encontra na ocasião em Roma, para ministrar um seminário de MPB. Junto a ela estão também os Maestros Gianluca Persichetti e Stefano Rossini, considerados entre os maiores músicos e conhecedores europeus de Musica Brasileira e com os quais compartilha durante vários anos uma bela experiência didática e concertista.
(Fonte: Myspace.com)

ARTE DE WILLAME GALVÃO







MYRIAM COELI

Myriam Coeli, natural de Manaus, porém, norte-rio-grandense de São José de Mipibu por opção. Segundo Carlos Guimarães, a poetisa conseguiu fazer a "interação exata entre a idéia e a forma". Seu livro de estréia, "Imagem Virtual" (1961), foi escrito em parceria com seu marido, Celso da Silveira que, como ela, também fazia versos, além de atuar como jornalista. Outros trabalhos de Myriam Coeli são "Vivência sobre Vivência" e "Cantigas de Amigos" (1980).
(Fonte: Tribuna do Norte)

sexta-feira, 13 de junho de 2008

CIDA LOBO - POTIGUAR PAULISTANA

Cida Lobo começou a cantar em 1991. Em 1994, fez seu primeiro show no Teatro Alberto Maranhão, “Magia de Ver”. Inicia-se a temporada Projeto Seis e Meia com “Quinteto Violado” e, no Bar do Buraco Casa de Show, com Susana Sales, Vânia Bastos, Nei Lisboa, Kiko Zambiank, Jarbas Mariz, Chico Cesar. Participou também do Festival Fessesc vencendo entre 109 concorrentes, o Festival de MPB Fercapo em Cascavel - PR e Festival de Música de Maringá. Em 1997,Cida Lobo canta com Paulinho Moska na casa de show B52. Em 1998 muda-se para São Paulo trazendo na bagagem seu primeiro CD “Decida-se”. No ano de 2001 com Bem Brasil, realizado no SESC Interlagos, onde cantou com Ana Carolina. Cantou também com Wilson das Neves e Celso Viáfora no Projeto Samba em Sampa promovido pelo Crowne Plaza. Em 2002, dedicou-se a gravação de um novo CD, que foi lançado em 2003, intitulado “Simplesmente Cida Lobo”, com Show no Teatro Crowne Plaza.
(Fonte: Site Oficial)

quarta-feira, 11 de junho de 2008

segunda-feira, 9 de junho de 2008

BANDA ALFÂNDEGA

Alfândega é a banda cuja sonoridade vai do soft ao hard,confeccionada com vigor poético e formação clássica de rock’nroll : guitarra,baixo e bateria. As letras de suas músicas expressam esse fazer poético e falam das diversas matizes do sentimento que existe no dia-a-dia de seus componentes: amor,esperança,indignação,etc. Daí o nome da banda,Alfândega , o lugar por onde passam os fatos cotidianos e os sentimentos por eles gerados que são percebidos e transformados em produtos musicais .A banda tocou com Chico Science e Mundo Livre num show em Recife, abriu shows para o Biquine Cavadão e Engenheiros do Hawai; fez shows autorais no Palácio dos Esportes e no Teatro Alberto Maranhão ,em Caicó e em Campina Grande.
(Fonte: Palco Mp3)

REJANE LUNA

Depois de um elogiado disco de estréia e da conquista do prêmio Hangar nas categorias de Melhor Intérprete e e Melhor Música com a canção “Sabe-se lá”, a cantora decidiu concentrar seus esforços na tentativa romper as fronteiras impostas pela província natalense. Tendo se mudado em definitivo para a capital pernambucana há cerca de três anos, Rejane Luna não poderia ter tomado melhor decisão. De lá, a cantora fez contatos que a levaram a abrir shows de João Bosco, Zé Ramalho e Emílio Santigo em Recife, além de apresentações em São Paulo e no Rio de Janeiro. Em 2006, a cantora embarcou numa temporada de shows em Portugal, que foi se desenvolvendo quase por acidente. O que era um contrato para um evento isolado, acabou se desdobrando em nove shows, que esticaram uma permanência inicial de quinze dias para três meses. Como conseqüência desta temporada na Europa, Rejane Luna trouxe na bagagem um amadurecimento pessoal e profissional. A boa recepção que obteve no Velho Continente – e foi parar nas páginas dos jornais de lá – lhe proporcionou experiência suficiente para entender os mecanismos que movem a indústria musical do país.
(Fonte: nominuto.com)

POEMA DE AUTA DE SOUZA - MACAÍBA 1896

DE LONGE
Para os teus anos, formosa,
Onde não vão meus desejos?
Mas, longe de ti, saudosa,
Só posso enviar-te beijos.
Seria, porém, com pressa,
Cheia de muito receio,
Que eu faria esta remessa
De beijos pelo correio.
E, então, pelo espaço alado
Eu vou soltá-los em bando,
Como um batalhão dourado
De passarinhos voando.
Podem, assim, os amores
Levar-te n’asa dispersos:
Minh’alma desfeita em flores
E o meu coração em versos.

sexta-feira, 6 de junho de 2008

ARLENO FARIAS

Natural de São Rafael, no Rio Grande do Norte, Arleno Farias começou sua carreira tocando percussão ao lado do pai, o repentista Arnaldo Farias.
Após mudar-se para São Paulo, Arleno lançou, pela Indie Records, o CD “Receita de Poesia”, produzido por Luís Schiavon, e teve a música “Bicho do Mato” incluída na trilha sonora da novela Esperança, da TV Globo. Ao longo de sua carreira, Arleno já dividiu o palco com grandes nomes da música brasileira, em especial nordestina, como Elba Ramalho, Dominguinhos, Belchior, Zé Ramalho, Zé Geraldo, Oswaldinho do Arcordeon, Marinês, Carmélia Alves e Alceu Valença.
(Fonte: Som Barato)

quinta-feira, 5 de junho de 2008

LANE CARDOSO

Gerlane Cardoso Teixeira, ou simplesmente Lane Cardoso, é natural de Macau-RN, mora em Natal desde o início da década de 90. Não se pode renegar que a Música Popular Brasileira corre nas veias da cantora Lane Cardoso. Ainda criança, aprendeu com a mãe a ouvir compositores consagrados da MPB e assim despertou o gosto pela rica musicalidade brasileira. Do barzinho, onde soltou os primeiros trinados, a participação em bandas, até a estréia nos potentes trios elétricos, no Carnatal do ano 2000 são momentos marcantes que comprovam a versatilidade de Lane Cardoso. Projetos culturais importantes como: Seis e Meia, Noites Potiguares, em São Paulo, Brasília e Recife, o show Brasil de A a Z, a participação no Circuito Banco do Brasil, os projetos Som sobre Tom, Cantos do Rio e Domingo Melhor, todos de grande alcance e repercussão no meio artístico e cultural, enriquecem a carreira de uma das mais aplaudidas estrelas da música potiguar. Como se não bastasse, a carreira de Lane soma ainda prêmios como o Hangar Gold e o de melhor interprete em 2000 e 2001.
(Fonte: Site abadalação)

terça-feira, 3 de junho de 2008

POESIA DE GRAÇA GRAÚNA

COLHEITA
Num pedaço de terra
encabulada, mambembe
o caminho de volta
a colheita, o ritmo
o rio, a semente
Planta-se o inhame
e nove meses esperar
o parto da terra.
Planta-se o caldo
e docemente esperar
a cana da terra
Palavra: eis minha safra
de mão em mão
de boca em boca
um porção Campestre
Potiguar de ser.

segunda-feira, 2 de junho de 2008

MEIRINHOS DO FORRÓ

Os Meirinhos do Forró que vem a seis anos se destacando em toda a grande Natal, e se apresentando em diversos municípios do RN, com a boa receptividade do forró pé-de-serra que oferecem. Além do estado do RN, o grupo também faz shows na Paraíba, Pernambuco, São Paulo, e já representou o Brasil por cinco vezes em Portugal: em 2003, 2004, 2005, 2006, 2007 e em 2008 o grupo se prepara para a sua sexta turnê em Portugal que será realizada entre 15 e 20 de abril. Durante esses seis anos, os Meirinhos do Forró têm dividido palcos com nomes da música brasileira como: Leonardo, Dominguinhos, Marinêz “A Rainha do Xaxado”, Waldonys, Alcymar Monteiro, Santanna “o cantador”, Flávio José, Os três do Nordeste, Pinto do Acordeon, Amazan, e Trio Nordestino, de quem os Meirinhos são afilhados. Ao longo de sua carreira, o grupo Meirinhos do Forró já lançou três CDs: “ Sertão do Cabugí ” (2006), com músicas próprias; em 2007 o grupo lançou o seu segundo CD “ Meirinhos do Forró AO VIVO ” que traz um repertório mesclado do melhor do forró pé-de-serra. E agora em 2008, lançam o seu novo CD “Autêntico Forró Brasileiro_Ao Vivo 2”, para todas as idades.
(Fonte: Myspace)

NÚBIA LAFAYETTE - MÚSICA DE ONTEM

Uma das maiores cantoras românticas do Brasil, Núbia ficou conhecida pelo seu estilo de interpretação e pelo repertório, com canções de Ângela Maria, Nora Ney, Clara Nunes e Dalva de Oliveira. O maior sucesso de sua carreira aconteceu em 1960: Devolvi, de Adelino Moreira.
Nascida na cidade de Açu, no Rio Grande do Norte, a pequena Idenilde da Costa Araújo, aos 12 anos de idade já fazia do cabo da vassoura um microfone para cantar as músicas de Vicente Celestino e Dalva de Oliveira, os maiores cantores de sua época.
(Fonte: música.terra.com.br)